Carne louca

É realmente uma loucura, não conheço quem não goste. Aqui em Sampa as festinhas familiares mais humildes e depois até as mais chiques aderiram a essa iguaria. Até os queridos gringos da família experimentaram e, ao que parece, aprovaram, rs.

Já vi também pra vender em padocas refinadas mas, sinceramente, o sanduíche de carne louca tem jeito é pra festa mesmo. Publico aqui a versão de mamãe que, vocês vão ver, é adaptável a qualquer gosto. Aproveitem!

Ingredientes:
1 quilo a 1 quilo e meio de carne (se for de primeira prefira coxão duro, se for de segunda prefira o acém)
2 a 3 cebolas
5 dentes de alho
óleo
água
vinagre
temperos diversos (louro, manjericão, pimentão, salsinha, cebolinha)
polpa de tomate (aqui é de caixinha mas, claro, você pode fazer com o tomate fresco)

Modo de fazer:
Limpe bem a gordura da carne e deixe em um pedaço grande (se precisar, divida). Tempere com um pouco de alho, vinagre e sal e deixe um pouco marinando. Frite em um pouquinho de óleo até “selar”. Cubra com água quente na panela de pressão, acrescente 1 cebola cortada em 4, 1 folha de louro, sal (coloque manjericão ou outros temperos se você gostar). Cozinhe entre 1 hora e 1 hora e meia, até ficar macia. Tire e escorra bem (reserve o caldo). Deixe a carne esfriar e depois desfie todinha.

Depois, coloque mais uma 1 ou 2 cebolas picadas, um pouquinho de óleo, 1 ou 2 dentes alho picados, a carne desfiada e refogue (vai jogando aos poucos o caldo reservado coado). Acrescente os temperos que gosta (manjericão, cebolinha, salsinha e pimentão ficam uma delícia), meia caixa de polpa de tomate, o restante do caldo e deixe apurar.

Eu costumo servir recheando mini pães franceses fresquinhos. Pra quem gosta fica bom também colocar um pouco de pimenta, mas só se não for pra festinha de criança, óbvio. Fica melhor fazer um dia antes e aquecer na hora de servir.