Molho Tártaro

Meu amor gosta de sabores fortes, apimentados, temperos exóticos. Tudo o que ele faz, seja com uma receita na mão ou de sua cabeça, tem muito sabor! Ultimamente somos cobaias, no bom sentido, de várias versões do molho tártaro. Até parentes e vizinhos já foram “vítimas” presenteadas com a iguaria feita em casa.

Pois essa semana saiu a versão mais perfeita feita até hoje e eu compartilho com vocês a receitinha. Claro que uma pitatinha aqui, outra ali e você vai fazer sua própria versão. “Limão maduro, páprica doce, cebola-rôxa, pimenta do reino branca, nóz-moscada ralada na hora (Sim, tem diferença!) e muita disposição para picar, cortar e misturar”, declara o autor sobre sua obra. Ah, é um ótimo acompanhamento para carnes (comemos com hamburguer e ficou uma delícia) e peixes. Então faça e aproveite!

400 g de maionese
200g picles (cenoura, nabo e pepino)
200g pepino em conserva (colocamos mais desse pois no picles tinha pouco)
100g azeitonas verdes
1 cebola roxa
cebolinha e salsa a gosto

Pique bem miudinho o picles, azeitona, pepino, cebola, cebolinha e salsa. Vá misturando aos poucos na maionese. Tempere com 1 limão maduro, páprica doce, pimenta do reino branca, nóz-moscada ralada na hora.  Conserve na geladeira.

Miguel e seu molho tártaro

O chef e seu molho: sucesso